segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Pedagogia Waldorf comemora 50 anos


Há 50 anos, um grupo de antroposofistas abriu em Higienópolis (região central de SP) a Escola Waldorf Rudolf Steiner, a primeira do Brasil. Para comemorar a data, diversos eventos serão realizados no Sesc Pinheiros de hoje a domingo.
Segundo a Federação das Escolas Waldorf no Brasil, existem 53 instituições no país que seguem a corrente pedagógica, voltada para a educação com ênfase na arte, na fantasia infantil e na natureza, e que remonta ao filósofo austríaco Rudolf Steiner (1861-1925). Em 1919, Steiner criou uma escola para os filhos e operários da fábrica de cigarros Waldorf-Astoria, em Stuttgart (Alemanha), seguindo uma nova filosofia de educação.
Nos colégios Waldorf, não existem provas, mas uma avaliação constante. A relação com os professores também é diferente. Um professor acompanha uma mesma turma por oito anos no ensino fundamental, dando uma parte das aulas. Além disso, os professores mantêm uma relação próxima com as famílias -visitam muito os alunos em casa.
"Temos um currículo ampliado que não visa só aquilo que é exigido pelo Ministério da Educação, com atividades voltadas para música, arte, euritmia e, naturalmente, todo tipo de ciência", explica Luzius Zaeslin, professor e um dos organizadores dos eventos.
Euritmia é a arte do movimento do corpo que segue a melodia de uma música ou uma poesia.
Na filosofia Waldorf, segundo ele, "evita-se simplesmente passar conceitos". "Procuramos fazer com que os alunos vivenciem e entendam o significado da história, da ciência, da biologia, de forma viva", afirma.
A secretária-executiva da federação, Shigueyo Mizoguchi, afirma que há um grande interesse de educadores em transformar ou abrir escolas Waldorf. "Muitas pessoas estão questionando o ensino convencional. Estamos em um momento propício", diz.
Serão realizadas no Sesc palestras, oficinas, exposição, além de apresentações musicais.

(Folha de S. Paulo) _ 2006


“50 anos de Contribuição da Pedagogia Waldorf no Brasil”
De 8 a 10 de dezembro – SESC Pinheiros – Rua Paes Leme, 195

Confiar em si mesmo. Aprender a fazer escolhas com responsabilidade. Cultivar a força interior que ajuda a superar a visão materialista e dualista do mundo contemporâneo. Rimar aprendizado com entusiasmo. Viver a interação entre homem e natureza.
Essas descobertas, favorecidas e estimuladas pela Pedagogia Waldorf, permitem o desabrochar do indivíduo dotado de autoconfiança, criatividade, flexibilidade, discernimento e propósito, seres que alcançam seu sentido existencial e, por isso mesmo estão bem preparados para contribuir com a humanidade.


. programação sexta , sábado e domingo


Visitas Monitoradas - Um passeio pelos 12 Anos da Escola Waldorf

Apresentação dos Trabalhos dos Alunos percorrendo todo o Currículo Escolar desde o Jardim até o 12º. Ano e sua abordagem do ponto de vista da Pedagogia Waldorf.

Momento Lúdico - Apresentação Musical de Alunos

Responsável: Regente Prof. PAULO ROBERTO HENES - Graduado pela Unesp sob a orientação do Professor Ayrton Pinto. Desde 1997, dedica-se ao estudo do violino barroco, participando de vários cursos Máster Classes no Brasil e na Europa com professores renomados. É diretor artístico da Orquestra Conceito Barroco e professor da Escola Waldorf Rudolf Steiner.




SEXTA

Apresentação de Euritmia |Palestra de Abertura | Apresentação Musical

Local: Teatro

Apresentação de Euritmia | Horário: 19:45 | Duração: 45min

O Grupo de Euritmia Terra Brasilis, criado no ano de 2003 e formado por alunos do Ensino Médio da Escola Waldorf Rudolf Steiner, reúne a cada ano um elenco diferente de participantes, que trabalham em caráter voluntário e extra-curricular para compor espetáculos de Euritmia e representar através deles o Brasil e a nossa Escola em ocasiões específicas. O projeto, dirigido pela euritmista e professora Marília Barreto, conta com a participação de vários artistas, conforme ficha técnica, e recebe apoio da Escola Waldorf Rudolf Steiner e da Associação Pedagógica Rudolf Steiner. Através de suas coreografias, a Euritmia do Grupo Terra Brasilis vem despertando o interesse de inúmeros jovens, professores e artistas pela produção poética e musical erudita do Brasil. Suas apresentações tem tido repercussão no exterior e no Brasil, tais como: International High School Eurythmy Festival, na cidade de Austin, no Texas – USA, Fórum Mundial de Educação em São Paulo em 2004; no Fórum Social Mundial em Porto Alegre em 2005, no Colégio Porto Seguro, no Teatro da Academia de Cultura de Juiz de Fora, no Connect Conference 2005, encontro internacional que reúne mais de 700 jovens do 3º ano do Ensino Médio de Escolas Waldorf de todos os continentes, que teve lugar no Goetheanum, sede da Sociedade Antroposófica Mundial, na Suíça, em abril de 2005. Além de diversas inserções em eventos e intercâmbios culturais, como em projetos de pós-graduação e graduação da USP e da PUC-SP, tendo recebido até mesmo convite para se apresentar na sede da UNESCO em Paris.

Espetáculo - De si a si mesmo

PROGRAMA - composto de excertos de poemas e músicas do século XX
Sétima instalação – Haroldo de Campos Arnold Schönberg
Dança negra – Camargo Guarnieri
Choro em forma de Rondó – Villani Cortes
Calabar – Chico Buarque
O morto de Mênfis – Carlos Drummond de Andrade
Prelúdio nº10 – Claudio Santoro
Danza Criolla II – Alberto Ginastera
O homem: as viagens – Carlos Drummond de Andrade
Melodia – Pequena Suíte para violoncelo e piano - Heitor Villa Lobos
Suíte nº 3 – parte IV - Ronaldo Miranda
Martim Cererê - Cassiano Ricardo
Dança de negros - Fructuoso Viana

Ficha Técnica

Euritmia: alunos da Escola Waldorf Rudolf Steiner de São Paulo, 11ºs anos de 2006: Camila Pereira Jacob de Oliveira, Caroline Louise Stedefeldt Jansen, Maria Clarissa Spindola Mendes Carmona de Azevedo Bellagamba, Rassi Mattoso, Daniel Bezerra Corral, Daniel Höhne, Eduardo Borges Barcellos, Francisco Ramos Jubé, Jonas de Castro Gitz, Karime Pimenta Saleh, Leticia Lucas de Lima Rheingantz, Luísa de Carvalho Mello, Martha Lameirão, Michael Marklew Kerry, Natalia Isabel Galan Matas leVidigal Coachman, Noemi Zein Telles Rafael Tavares de Oliveira e Renata Mangini de Oliveira
Piano: Arthur Ceratti
Sonoplastia: Projeto - Jorge Peña
Violoncelo: Natália Coachman
Figurinos: Marília Barreto e Marisa Bernardi
Assessoria de figurinos: Dino Bernardi
Iluminação: Magna Valenti
Direção artística: Marília Barreto
Assistente de direção: Marisa Bernardi
Produção Geral: Pais dos alunos



Palestra de Abertura |Horário: 19:15h

A Pedagogia Waldorf – uma proposta de transformação da Sociedade a partir do Indivíduo

A Pedagogia Waldorf surge como um impulso novo na educação, voltada a atender as necessidades emergentes do século XX. O Método Waldorf de ensino reconhece o homemcomo ser livre e original, digno de um olhar individual em seu processo de desenvolvimento. A Pedagogia Waldorf se propõe – em conteúdo e forma – a consistentemente atender a necessidade crescente de soluções criativas para a melhoria da sociedade.

Palestrante: MARÍLIA BARRETO Graduada em Psicologia pela UNIP. Formada em Desenvolvimento Organizacional e Formação de Consultores pelo Center for Social Development no Emerson College - Inglaterra. Formada em Euritmia pela Escola Superior de Euritmia de Haia - Holanda. Desde 1988, é professora de Euritmia na Escola Waldorf Rudolf Steiner. Pós-graduada em Comunicação e Semiótica pela PUCSP, sobre Euritmia, com defesa em 2003. Desde 2003, é fundadora e diretora artística do Grupo de Euritmia Terra Brasilis, com diferentes projetos artísticos e apresentações com tournées pelo Brasil e exterior (EUA, Suíça, Alemanha).



Apresentação Musical |Horário: 21:00h |Duração: 1h30min

Programa:

Missa Festiva – John Leavitt

(Kyrie Gloria Credo Sanctus Agnus Dei)

Camerata Rudolf Steiner
Regente da Camerata - Paulo Roberto Henes
Coral do Ensino Fundamental e Professores
Regente - Paulo César Lopes Franco

MAESTRO: PAULO CÉSAR LOPES FRANCO Natural de Santos, iniciou seus estudos de piano com sua avó materna Amélia de Almeida Lopes. Foi aluno do Maestro Souza Lima e do pianista José Eduardo Martins. Participou dos festivais de Teresópolis (1978) e de Campos de Jordão (1978) na classe de regência de Roberto Ricardo Duarte e Hugh Ross respectivamente. Formou-se no curso de Licenciatura em música pela USP. Acompanhou como pianista o grupo de Euritmia por sete anos (1988-1994) apresentando-se em diversos Estados brasileiros, além do Peru, Argentina, Portugal, Holanda, Alemanha e Suíça. Em 1998 realizou uma turnê por cinco cidades do interior de São Paulo com a peça Pedro e o Lobo, de Sergei Prokofiev, dirigindo a orquestra Paidéia sob o patrocínio do Sesc. É regente do coral Paidéia desde 2003 e do coral da igreja de Santana desde 1996. Trabalha com o coral do Ensino Médio da Escola Waldorf Rudolf Steiner desde 1985. Apresentou com este grupo diversos programas como: Messias, de Händel, Carmina Burana, de Orff, Magnificat e Missa em Si m de J.S. Bach, Requiem, de Mozart. Foi coordenador da àrea de música da Escola Waldorf Rudolf Steiner de 1986 até 2005. Foi coordenador musical de mais de trinta peças de teatro da mesma escola. Em 1995, dirigiu a convite do Maestro Carlyle Weiss a orquestra do Estado de Byalistok, da Polônia, que acompanhou um programa de música brasileira do coral da Escola Waldorf Rudolf Steiner no Teatro Carnegie Hall em Nova Iorque.

REGENTE ASSISTENTE: SÔNIA MARX Sônia Marx é pedagoga formada pela PUC de São Paulo e licenciada em música pela Faculdade Carlos Gomes. Foi coralista por vários anos do Coral da Aliança Francesa de São Paulo, regido pela maestrina Mara Campos. Cursou em 1984 o Seminário Pedagógico da E.W.R.S, onde teve o primeiro contato com o “Desvendar da voz”, escola de canto desenvolvida pela cantora sueca Valborg Werbeck-Svardstrom, sob a orientação de Rudolf Steiner. A convite do Dr. Jurgen Schriefer, professor desta linha de canto, viajou para Alemanha, onde se aperfeiçou no canto e na pedagogia.É regente assistente do Coral do Ensino Médio da Escola Waldorf Rudolf Steiner, sendo responsável pela técnica vocal do grupo. Trabalha com o Maestro Paulo Franco desde 1989 e foi solista de peças executadas por este coro como Carmina Burana, Messias, entre outras.Este ano passou a coordenar a àrea de música da Escola Waldorf Rudolf Steiner.

REGENTE DA CAMERATA: PAULO ROBERTO HENES Iniciou seus estudos musicais aos nove anos com Alberto Jaffé e deu continuidade com Paulo Bosísio, Klaus Wustoff e Edson Queiroz. Graduou-se pela Unesp sob a orientação do Professor Ayrton Pinto. Desde 1997, dedica-se ao estudo do violino barroco. É diretor artístico da Orquestra Conceito Barroco e professor da Escola Waldorf Rudolf Steiner.

CORAL DO ENSINO FUNDAMENTAL E PROFESSORES

Este coral iniciou suas atividades neste ano, tendo em vista a comemoração do cinqüentenário da nossa Escola. Ele é formado por professores e alunos entre doze e catorze anos. Este jovem coral abrirá o concerto com a Missa Festiva de John Leavitt.

CAMERATA RUDOLF STEINER

Este conjunto iniciou suas atividades em 2004 sob a regência do Maestro Paulo Roberto Henes com alunos convidados dos conjuntos instrumentais da escola, tendo em vista a preparação de um repertório específico e o aperfeiçoamento dos instrumentistas. Neste ano, o grupo dedicou sua atenção ao acompanhamento da Missa Festiva.

CORAL DO ENSINO MÉDIO

O canto coral é parte integrante do curriculum da pedagogia Waldorf. O coral do Ensino Médio da EWRS é composto por duzentos e cinqüenta alunos entre quinze e dezoito anos.Nos últimos anos, o coral tem sido dirigido e ensaiado pelo Maestro Paulo Franco e pela professora Sônia Marx e acompanhado pelo pianista Marcos Aragoni. A escolha do repertório é norteada pela música a quatro ou cinco vozes de autores consagrados do barroco até a música contemporânea, servindo de base também para o estudo da história e da leitura musical.Em 1995, um programa brasileiro foi apresentado no Teatro Cultura Artística, no Teatro Municipal de São Paulo e no “Carnegie Hall” em Nova Iorque, a convite do Maestro Carlyle Weiss, contando com o acompanhamento da orquestra do Estado de Bialystok, da Polônia. Neste concerto, o coral apresentará o quarto movimento da nona sinfonia de Beethoven, o choros n°10 de Villa-Lobos e Aquarela do Brasil de Ary Barroso.

ORQUESTRA

Convidamos amigos músicos, que apóiam este trabalho musical da Escola, para acompanhar as peças.

OS COMPOSITORES E SUAS OBRAS

Leavitt, John
É compositor, maestro e professor, cuja música cativa ouvintes de todas as idades. É membro da sociedade americana dos compositores, autores e editores. Desde 1988 é regularmente convidado a atuar como regente na série MidAmérica dos concertos do Carnegie Hall em Nova Iorque. Sua Missa Festiva teve início em 1988, a partir de uma encomenda para o Simpósio internacional de corais em Kansas City, Missouri. O Sanctus foi apresentado neste simpósio. A partitura recebeu o acréscimo posterior do Kyrie e do Agnus Dei. O Glória foi composto em 1990 e o Credo em 1991.Nesta Missa, Leavitt apresenta melodias líricas, contemplativas, alegres e um acompanhamento de piano brilhante.

Beethoven, Ludwig van(Bonn,16-12-1770 – Viena, 26-3-1827)
Considerado o maior e mais influente compositor do século XIX. Seu pai, tenor na Corte de Colônia, conduziu o filho no estudo da música de maneira severa e agressiva, pois queria a qualquer custo que ele fosse um menino prodígio. Aos catorze anos, Beethoven já era o segundo organista da Capela do Eleitor. Pelos seus vinte e quatro anos sentiu os primeiros indícios de surdez. Desesperado, entrou em crise.depressiva e pensou em suicidar-se. Em 1824, totalmente surdo, compõe a sinfonia nº9, inserindo pela primeira vez um coral no movimento de uma sinfonia. Sua influência na história da música foi imensa.

Villa-Lobos, Heitor(Rio de Janeiro, 05-03-1887 – Rio de Janeiro, 17-11-1959)
Aos sete anos começou a aprender com seu Pai, Raul Villa-Lobos, o violoncelo, usando uma viola improvisada e aos onze, clarinete.D. Noêmia, sua mãe, sempre incentivou os estudos do filho, alimentando a esperança de vê-lo tornar-se médico. Não lhe agradava, pois, a idéia de que ele se tornasse músico e proibiu-o mesmo de estudar piano, instrumento inspirado de sua tia Zizinha, temendo que o menino se entusiasmasse demasiadamente pela música.Nenhum dos sete irmãos de Villa-Lobos mostrou pendor para a música. Quando seu pai faleceu em 1899, sua mãe viu-se em uma situação delicada, uma vez que os recursos estavam esgotados. Foi mulher de grande energia e seu filho a adorava. A partir deste momento Villa-Lobos aproximou-se de seus ídolos, os chorões e deste ambiente musical criou uma atmosfera nova de música. Sua obra é extensa, tendo composto sinfonias, choros, bachianas, serestas, cirandas, estudos, peças corais, etc, e é reconhecido mundialmente como um expoente da música brasileira.

Barroso, Ary (Ubá, MG 7-11-1903 - Rio de Janeiro RJ, 9-2-1964)
Pianista, compositor, regente, radialista, advogado e vereador. Aos oito anos ficou órfão de pai e mãe, sendo então adotado por sua avó materna, Gabriela Resende. Estudou piano com sua tia Ritinha. Aos doze, já trabalhava como pianista auxiliar no cinema Ideal em Ubá. Foi fundador da UBC (União brasileira dos compositores). Por ironia do destino, faleceu num domingo de carnaval, dia em que a Escola Império Serrano desfilava na avenida apresentando o enredo Aquarela do Brasil, sua obra-prima.



SÁBADO

Palestras - Local: Auditório - Vagas: 90 participantes

Oficinas - Local: Área de Exposição - Vagas: 30 participantes



Palestras


Escola Waldorf: campo de exercício da Ecologia Social

A Escola Waldorf é um organismo sustentado pelos pilares cultural, social e econômico. Seu desenvolvimento, em cada um desses âmbitos, é possibilitado pelo exercício da gestão compartilhada.

Palestrante: Profa. ELIZABETH CERRI Professora da Escola Waldorf Francisco de Assis, formada em Artes Plásticas e pós-graduada em Orientação Educacional. Pedagoga Social, consultora em Desenvolvimento Organizacional e Humano.

Horário: 10:30h-11:30h

O Papel das Artes no Ensino da Pedagogia Waldorf

A Pedagogia Waldorf propõe um ensino em que as artes (desenho, música, dança, teatro, etc.) e as habilidades manuais têm grande importância permeando todo o currículo escolar. Esta palestra esta relacionada com a Oficina Pintura em Aquarela.

Palestrante: Prof. LUZIUS ZAELIN Formado na Escola Superior de Artes, na Basiléia, Suíça, em 1979, com revalidação do diploma no Brasil, pela Universidade São Paulo, em 1991. Professor de Artes na Escola Waldorf Rudolf Steiner, desde 1992, onde também atua como tutor no Ensino Médio. Professor de Artes no Centro de Formação de Professores Waldorf, desde 1984. Membro da Associação Pedagógica Rudolf Steiner.

Horário: 11:30h-12:30h

O ensino de Ciências

O aprendizado das ciências está presente em todo o percurso escolar, e em cada etapa tem uma abordagem diferenciada, própria para o momento evolutivo do aluno de forma a propiciar que ele desenvolva uma relação com o conhecimento que lhe possibilite uma interação real com o mundo. Esta palestra esta relacionada com a Oficina Pintura em Aquarela.

Palestrante - Profa. CONSTANZA KALIKS GUENDELMAN Graduada em Licenciatura em Matemática no Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo. Formada em Pedagogia Waldorf em Dornach, Suiça. Consultora certificada pelo Center for Social Development no Emerson College - Inglaterra. Formada em Euritmia pela Escola Superior de Euritmia de Haia, na Holanda. Professora de Matemática do Ensino Médio da Escola Waldorf Rudolf Steiner, onde também atua como tutora.

Horário: 12:30h-13:30h

Apresentação dos Alunos do Curso de Formação de Professores Waldorf

A apresentação a ser realizada pelos alunos do Curso de Formação de Professores Waldorf será uma recitação artística de um poema do poeta suíço Conrad Ferdinand Meyer “Os pés no fogo” com tradução de Ruth Salles. A técnica de Dicção está baseada na Arte da Fala cujo impacto foi dado por Rudolf Steiner junto com a Pedagogia Waldorf. Depois a arte da fala foi se especializando no âmbito da Euritmia e do Teatro. O coro falado é composto por 15 alunos aonde as técnicas da Fala e da Interpretação foram trabalhadas.

Responsáveis:

Profa. LELIA ALEXANDRA JENARO – Recitadora profissional, nascida em Oxford, Inglaterra de pais espanhóis. Formou-se em dicção e Recitação na Alemanha e Suiça em 1989. Há 15 anos leciona no Curso de Formação de Professores Waldorf e há 10 anos na Escola Waldorf Rudolf Steiner.

Prof. LUZIUS ZAELIN Formado na Escola Superior de Artes, na Basiléia, Suíça, em 1979, com revalidação do diploma no Brasil, pela Universidade São Paulo, em 1991. Professor de Artes na Escola Waldorf Rudolf Steiner, desde 1992 e do Centro de Formação de Professores Waldorf, desde 1984.

Horário: 13:30h-14:00h

Impulsos da Pedagogia Waldorf no interior paulista

Como foi desenvolvido o movimento da Pedagogia Waldorf na região de Botucatu, Bauru e Ribeirão Preto, através do SEPAPA – Seminário Pedagógico Antroposófico para Professores Atuantes.

Palestrante: Profa. LEONORE BERTALOT Professora durante 25 anos na Escola Waldorf Rudolf Steiner onde orientou os jovens professores. Assessorou a formação das escolas: Aitiara, em Botucatu, Viver Escola Waldorf, em Bauru e Escola Waldorf João Guimarães Rosa, em Ribeirão Preto. Atuou como conferencista na América Latina e conselheira de inúmeras escolas Waldorf em processo de formação no Brasil.

Horário: 14:00h-15:00h

A imagem do Ser Humano que fundamenta a Pedagogia Waldorf – o Bom, o Belo e o Verdadeiro

A palestra abordará: as características da criança no primeiro setênio, sob o ponto de vista antroposófico, seu desenvolvimento e suas necessidades; a ferramenta pedagógica utilizada no segundo setênio, de que forma os Conteúdos Curriculares na Pedagogia Waldorf são trazidos para que o ser em desenvolvimento possa ser atingido por inteiro e o ser humano após os 14 anos - agir, sentir e pensar - a sexualidade e o julgamento.

Palestrantes:

Profa. CARMEN SILVIA ZIETEMANN – Formada em Magistério e Curso de Formação de Professores Waldorf, São Paulo/SP. Professora da Escola Waldorf Rudolf Steiner, desde 1994. Formada pela Association For a Healing Education – Formação de Profissionais de Recursos Especiais – Método Extra Lesson.

Profa. MELANIE G. M. GUERRA – Formada em Enfermagem, pela USP e no Curso de Formação de Professores Waldorf, São Paulo/SP. Professora de Classe da Escola Waldorf Rudolf Steiner, desde 1996. Professora do Centro de Formação de Professores Waldorf.

Prof. ANTONIO JOSE PONCE CASTILLO – Pedagogo Antroposófico, professor de arte e tecnologia mecânica e tutor do Ensino Médio da Escola Waldorf Rudolf Steiner. Coordenador e docente do Centro de Formação de Professores Waldorf.

Horário: 15:00h-16:00h

Seminário Pedagógico - Auto-educação o caminho para educar crianças e jovens.

A tarefa de educar crianças e jovens exige auto transformação do adulto. Este caminho individual pode ser incentivado por estudos, atividades artísticas e observação da natureza, principalmente, a natureza humana.

Palestrante: Profa. LUIZA HELENA TANNURI LAMEIRÃO - Pedagoga formada na Faculdade de Educação na USP, 28 anos de trabalho na Pedagogia Waldorf, 14 anos atuando como professora, tutora e coordenadora do Centro de Formação de Prof. Waldorf.

Horário: 16:00h-17:00h

Semeando Dignidade

Palestra entremeada com música, poesia e sketch efetuados pelos colaboradores e crianças da Associação Comunitária Monte Azul.

Palestrante: Profa. UTE CRAEMER e equipe Pedagoga e professora do Método Waldorf, é Fundadora e Presidente da Associação Comunitária Monte Azul e co-fundadora e Membro da Aliança pela Infância no Brasil e do Fórum pela Humanização do Social. Tem 25 anos de experiência no trabalho de formação de educadores comunitários, cultura, saúde, educação, geração de renda, ecologia etc. Atua em favelas da periferia de São Paulo e, por extensão, também em várias partes do Brasil.

Horário: 17:00h-18:00h

Da aldeia para o mundo: a Pedagogia Waldorf no Ensino Médio

Serão abordados assuntos relacionados ao trabalho social que os alunos da Escola desenvolvem numa comunidade de periferia, como parte do currículo Waldorf.

Palestrantes:

FABIANA APARECIDA MARTINS – Bacharelado e Licenciatura em Matemática, com especialização em Geometria e Álgebra, leciona desde 1989. Está na Escola Waldorf São Paulo desde 1997, lecionando para o Ensino Médio. Além disso, atualmente é tutora do 12º ano. Atua também na coordenação do Ensino Médio desde 2003.

LORENZO GIULIANO BAGINI – Bacharelado e Licenciatura em Geografia, leciona desde 2002 na Escola Waldorf São Paulo. É ex-aluno Waldorf da Escola Rudolf Steiner.

Horário: 18:00h-19:00h



Oficinas

Pensar Científico

Experiências práticas em tear de prego, fiação de lã natural - Montagem de circuitos lógicos,portas "E", "OU" e Não", Display de 7 segmentos, somadores, programa de simulação de circuitos fazendo um paralelo da prática com a programação. Esta oficina esta relacionada com a palestra: O ensino de Ciências.

Responsáveis:

Profa. NILZA MARIA DA SILVEIR - Professora de artes e tecelagem da EWRS com 8 anos na escola, formada em artes Plástica pela faculdade Marcelo Tupinambá;

Prof. JOSE ZARNAUSKAS FILHO - Professor de tecnologia da EWRS, 6 anos na escola, formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Mackenzie

Horário: 11:30h-12:30h

Pintura em Aquarela

Vivência das cores em pintura de aquarela. Esta oficina esta relacionada com a Palestra O Papel das Artes na Pedagogia Waldorf.

Responsáveis:

Profa. SUZANNE ROTERMUND Pintora, pedagoga curativa e terapeuta social, formada na Associação Beneficente Parsifal, São Paulo/SP.

Prof. LUZIUS ZAELIN Formado na Escola Superior de Artes, na Basiléia, Suíça, em 1979, com revalidação do diploma no Brasil, pela Universidade São Paulo, em 1991. Professor de Artes na Escola Waldorf Rudolf Steiner, desde 1992 e do Centro de Formação de Professores Waldorf, desde 1984.

Horário: 12:30h-13:30h

Desenho de Lousa – sua fundamentação pedagógica

Apresentação da função do desenho de lousa e seu acompanhmento no currículo escolar. Vivência do desenho de lousa no circulo de cores. Esta oficina esta relacionada com a Palestra - Seminário Pedagógico - Auto-educação o caminho para educar crianças e jovens.

Responsáveis:

Profa. ANA BEATRIZ BOUCAS JANEIRO GHIRELLO - Pedagoga formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora de Jardim durante 3 anos no Instituto Educação Jean Piaget. Professora de Classe na Escola Waldorf Rudolf Steiner desde 1991.

Profa. MARTINA MECKIEN - Pedagoga formada pela Faculdade Costa Braga e pelo Centro de Formação de Professores Waldorf, ex-aluna waldorf. Professora de Classe na Escola Waldorf Rudolf Steiner, desde 2003.

Horário: 15:00h-16:00h

Desenho

A oficina trará exercícios desenho de formas e desenho de observação.Esta oficina esta relacionada com a Palestra - A imagem do Ser Humano que fundamenta a Pedagogia Waldorf – o Bom, o Belo e o Verdadeiro

Responsáveis:

Profa. ELEONORA OITICICA CANERO CANAE – Formada em Artes Plásticas, Faculdade Armando Alves Penteado, Professora da área de Artes da Escola Waldorf Rudolf Steiner

Profa. MARIA CLARISSA SPINDOLA MENDES – Professora da área de Artes da Escola Waldorf Rudolf Steiner

Horário: 16:00h-17:00h



DOMINGO

Palestras - Local: Auditório - Vagas: 90 participantes

Oficinas - Local: Área de Exposição - Vagas: 30 participantes



Palestras

O brincar e a fantasia no desenvolvimento da criança e a sua maturidade escolar

O brincar e a fantasia relacionada ao desenvolvimento da criança até sua prontidão para a escola. Serão abordados diversos aspectos da educação infantil Waldorf tais como: roda rítmica, a importância das imagens que as crianças recebem hoje em dia, o conto de fada e a fantasia. Apresentação de um teatrinho de bonecos.

Palestrantes:

ANA ZARNAUSKA - formada em fonoaudiologia, pedagogia Waldorf e em Recursos Especiais, é professora do Jardim Waldorf Colibri e colaboradora da Aliança pela Infância

ROSEMEIRE LAVIANO - formada em Letras, em pedagogia Waldorf e Recursos Especiais, é professora do Jardim Waldorf Colibri e colaboradora da Aliança pela Infância

MARIA CHANTAL AMARANTE - formada em Artes Plásticas, em Pedagogia Waldorf, Terapia Artística e Biográfica, é professora do Jardim Waldorf Colibri, colaboradora da Aliança pela Infância e secretária dos jardins na Federação das Escolas Waldorf no Brasil.

Horário: 10:30h-11:30h

Aprendendo com Poesia

Falar sobre as características do trabalho de contribuição que há quatro décadas tem enriquecido a prática da Pedagogia Waldorf e suas razões de ser como tem sido. Apresentação teatral de alunos da 4a. série ilustrando o texto: `Inicio de São Paulo`. Esta palestra esta relacionada com a Oficina Ritmos em Sala de Aula.

Palestrante: Sra. RUTH SYLVIA DE MIRANDA SALLES Poetisa. Selecionou centenas de textos de autores de Língua Portuguesa, traduziu e revisou cerca de 400 poesias, escreveu poemas, adaptou textos teatrais, entre estes peças de Schiller, de Shakespeare e de Calderón de La Barca, recriou, em português, libretos das óperas Bastien e Bastienne e A Flauta Mágica, de Mozart, do Orfeu, de Monteverdi e algumas árias do Guilherme Tell, de Rossini. Além disso, compôs músicas para peças e poemas e criou letras para melodias já existentes. Tradutora de obras infantis publicadas pela Editora Ática e Larousse, assina a tradução dos poemas de Gabriela Mistral, publicados no livro Gabriela Mistral e Cecília Meireles. Autora do livro Aprendendo com Poesia

Horário: 11:30h-12:30h

A Vida no Jardim de Infância

Caracterização física e anímica da criança de primeiro setênio e de que necessita para se desenvolver de forma saudável. Caracterização do Jardim Waldorf, no cenário pedagógico geral. Esta palestra esta relacionada com a Oficina Vivências com lã de carneiro e cera de abelha.

Palestrante: Prof. PAULA C. S. HADDAD LEVY Fundadora da Associação Pedagógica Michaelis e do Jardim Michaelis do Rio de Janeiro. Professora do Jardim, desde 1989. Estudante de Pedagogia da Universidade São Paulo.

Horário: 13:00h-14:00h

Desafios da Pedagogia Waldorf no sistema público de ensino.

Aborda as questões relativas à legislação na busca de autonomia pedagógica conforme as diretrizes da Pedagogia Waldorf; parceria com a comunidade; envolvimento das famílias.

Palestrante: Profa. JANAÍNA G. BATISTA - Professora Waldorf, formada em Letras com especialização em Língua Portuguesa e Literatura, trabalha na área da Pedagoga Social e mobilização de recursos.

Profa. CHRISTA RÖPKE – Professora Waldorf, formada em Sttutgart, Alemanha, professora de classe, responde pela escola perante os órgãos públicos e preside a Associação Educacional Bom Jardim, mantenedora da escola.

Horário: 14:00h-15:00h

Gestão Escolar na escola Waldorf

O “Tripé” - Associação Mantenedora, Conselho de Pais e o Corpo Docente - que sustenta e conduz a escola. A Gestão Escolar como elemento de desenvolvimento de indivíduos e grupos. A participação dos Pais na Gestão da Escola Waldorf: como isto ocorre, por que é necessária e quais as principais conseqüências. A Associação Pedagogica Rudolf Steiner : Tarefas e desafios.

Palestrantes:

Prof. ALPINEU AMARAL BRIGAGÃO NETO – Pedagogo e advogado, Professor de Classe da Escola Waldorf Rudolf Steiner desde 1966. Foi tutor do Ensino Médio. Participou nas coordenações da Comissão Financeira, Grupo Administrativo, Ensino Fundamental e Núcleo de Direção. Representa a escola como Diretor junto às Autoridades de Ensino.

Sr. FERNANDO CÔRREA MEYER CALDAS SCHUTT – Engenheiro Civil formado em 1985 pela EscolaPolitécnica da USP. Possui escritório que atua em gerenciamento de obras, construções para terceiros e construções para venda.

Sr. CRISTOPH VON BECKEDORFF – Formado em direito pela LMU em Munich/Alemanha, Bancário atá o ano 2000. Membro da diretoria da Associação Pedagogica Rudolf Steiner.

Horário: 15:00h-16:00h

Euritmia e Ginástica Bothmer

O que é Euritmia - dança que como arte se propõe a pesquisar o movimento intrínseco da linguagem poética e da música. O elemento artístico-plástico da fala e da música, em toda sua complexidade é transposto para o espaço cênico através do movimento coreográfico, complementado pelas cores das indumentárias e da iluminação. A Ginástica Bothmer, movimentos e exercícios físicos que são seguidos pelo executante com seus sentidos e seu pensar, e a cujas forças ele dá forma e medida de tempo. Como surgiu, por quem foi desenvolvida e o que ela visa dentro do Ensino de Educação Física na Pedagogia Waldorf.

Palestrantes:

Profa. MARISA DEVECCHI BERNARDI – Formada em Jornalismo pela Fundação Casper Líbero, em 1979. Professora de Euritmia na Escola Waldorf Rudolf Steiner desde 1992. Integrante do Grupo de Euritmia de 1992 a 2004. Professora de Euritmia na Associação Comunitária Monte Azul, de 1992 a 2005. Formada em Euritmia pela Escola Superior de Euritmia de Haia – Holanda, em 1991. Desde 2003, é auxiliar de direção do Grupo de Euritmia Terra Brasilis, com diferentes projetos artísticos e apresentações com tournées pelo Brasil e exterior (EUA, Suíça, Alemanha).

Profa. ASTRID WREDE - Formada em Educação Física pela USP, em 1969. Professora de Educação Física do Ensino Fundamental na Escola Waldorf Rudolf Steiner desde 1979. Curso de Ginástica Bothmer em Heidenheim/Alemanha em 1982. Fundadora do Grupo de Movimento de São Paulo, em 1994. Tradutora do alemão de todos os livros sobre o currículo Waldorf de Educação Física e sobre a Ginástica Bothmer.

Horário: 16:00h-17:00h.

Pedagogia Waldorf na periferia de São Paulo- a experiência do Colégio Micael.

O desafio da pedagogia Waldorf no Brasil no contexto da diversidade cultural e sócio-econômica da periferia de São Paulo.

Palestrante: LUCIANO JELEN FILHO - Professor do Colégio Micael há 26 anos. Professor de classe, de Inglês e Música no Ensino Fundamental; leciona Filosofia no Ensino Médio. Formado em Letras pela USP e Seminário Pedagógico em Stuttgart, Alemanha.

Horário: 17:00h-18:00h



Oficinas

Vivências com lã de carneiro e cera de abelha

A oficina traz vivências táteis com texturas diferentes: lã de carneiro e cera de abelha. Esta oficina esta relacionada com a palestra O ensino de Ciências.

Responsáveis:

Profa. ANERIS AMADO BAHIA GAMA – Professora de educação infantil da Escola Waldorf Rudolf Steiner formada no Centro de Formação e Professores Waldorf, São Paulo/SP. Formação acadêmica em História.

Profa. MARIA LUIZA G. BAHIANA – Professora de educação infantil da Escola Waldorf Rudolf Steiner formada no Centro de Formação e Professores Waldorf, São Paulo/SP.

Horário: 11:30h-12:30h

Ritmos em Sala de Aula

Práticas diárias do professor de classe nos momento inicial da aula (ritmo). Desenvolvimento dos conteúdos de Matemática através da recitação de poesias e de atividades dinâmicas. Esta oficina esta relacionada com a Palestra Aprendendo com Poesia.

Responsáveis:

Profa. CECÍLIA DE CAMARGO BITTENCOURT RINALDI - Formada em Geografia, pela Universidade São Paulo e no Centro de Formação de Professores Waldorf. Professora de Classe da Escola Waldorf Rudolf Steiner, desde 2002.

Horário: 13:00h-14:00h

2 comentários:

irmansyah disse...

a very interesting visit
obat kanker payudara herbal

oscar silbiger disse...

Tenho uma proposta inovadora para fidelizar seus alunos e gerar matrículas para a escola.
A ideia é que produzam um livro exclusivo retratando a história da própria família, reunindo textos e imagens.
Assim vão exercitar a redação num contexto diferente do habitual, inclusive em outro idioma, além da criatividade, foco, organização etc. desenvolvendo uma atividade que vai resgatar a própria raiz, que certamente desconheciam ou pouco valorizavam com todos seus detalhes.
Essa ação vai propiciar autoconhecimento, orgulho pelo seu histórico e até melhoria da autoestima, entre outros benefícios, que influenciarão positivamente na sua formação.
E ainda poderão ser inseridos temas dessas trajetórias em sala de aula para serem compartilhados com os demais, reunindo fotos, documentos, depoimentos de familiares etc., entre outras possibilidades que poderei detalhar no momento oportuno, para exercitar também a conversação.
O projeto poderá ter duração a ser definida, contribuindo para fidelização dos alunos e geração de novas matrículas, pois será diferencial “fora da curva”e eficiente de marketing institucional.
Vale ressaltar que a elaboração de livro biográfico é tarefa complexa, exigindo experiência, metodologia e monitoramento técnico para ser bem conduzida. São várias etapas a serem cumpridas, desde o planejamento até a finalização do projeto.
Eu me proponho a ser o gestor dessa atividade, pois sou escritor com 37 anos de atuação retratando trajetórias pessoais, familiares e corporativas que poderá ser melhor conhecida em http://www.recantodasletras.com.br/autores/oscarsilbiger
O meu objetivo é desenvolver esse trabalho com exclusividade numa única escola por cidade, sendo remunerado por valor bem acessível que poderemos definir em conjunto. Assim vamos concentrar os esforços para potencializar os resultados da melhor forma.
Estou à disposição para mais esclarecimentos.
Abraços, obrigado e até breve!
Oscar Silbiger / Diretor
Vida Escrita
Rua Elvino Silva, 285
Vila Brandina - Campinas / SP
E-mail: diretoria@vidaescrita.com.br
Tel.: (19) 99217-7849
www.vidaescrita.com.br